Pesquisar este blog

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

FELIZ ANO NOVO



Desejo que no Ano Novo você realmente...
Ouça as palavras que sempre desejou ouvir .
Pronuncie as frases que um dia desejou repetir.
Sinta a emoção que sempre esperou sentir.
Caminhe pelos trilhos que um dia desejou seguir.
Divida o carinho com quem sempre desejou repartir.
Abrace todos os amigos que sempre desejou reunir,
Ame como sempre desejou amar,
e viva a vida que sempre sonhou existir...
FELIZ ANO NOVO!!!

"Feliz 2010"

domingo, 27 de dezembro de 2009

O que é o pedagogo



Pedagogo
"Individuo que se ocupa dos métodos de educação e ensino"

O que é ser pedagogo?

O pedagogo é o profissional especialista em educação, sua função é produzir e difundir conhecimentos no campo educacional. Ele precisa ser capaz de atuar em diversas áreas educativas e compreender a educação como um fenômeno cultural, social e psíquico complexo e capaz de produzir e difundir conhecimentos no campo educacional.

Quais as características necessárias para ser pedagogo?

É preciso ter capacidade de planejamento e execução de planos, dinamismo, além de saber comunicar e transmitir idéias. Este profissional precisa estar preparado para enfrentar, com criatividade e competência, os problemas do cotidiano, ser flexível, tolerante e atento às questões decorrentes da diversidade cultural que caracteriza nossa sociedade.

Características desejáveis:

equilíbrio emocional
trabalhar bem em equipe
objetividade
criatividade
gostar de lidar com público
capacidade de comunicar-se
ter iniciativa
gostar de ensino
desembaraço

Principais atividades de um pedagogo

Dentre as atividades do pedagogo destaca-se a administração escolar, onde realiza estudos e pesquisas nas áreas pertinentes á educação e coordenação de cursos visando ao aperfeiçoamento do ensino e suas técnicas; o magistério da educação Infantil , onde tem como responsabilidade o planejamento, orientação e coordenação de atividades técnico-pedagógicas e administrativas do ensino infantil; a educação de deficientes da áudio-comunicação, lecionando, planejando, organizando e coordenando cursos; a orientação educacional a fim de ajudar o aluno a ajustar-se ao ambiente escolar e ao meio social em que vive, através do desenvolvimento da personalidade e do encaminhamento vocacional.

O pedagogo atua também na supervisão de ensino em empresas, na área de Recursos Humanos (organização e coordenação de cursos).

Curiosidades

A história da educação e da formação de profissionais habilitados para ensinar, no Brasil, começou com os jesuítas, ordem religiosa que veio juntamente com os colonizadores na tentativa de catequizar os índios. Em 1759 os jesuítas foram expulsos do território brasileiro, na época eles mantinham 36 missões, 17 colégios e seminários, além de inúmeras escolas de primeiras letras. Depois da saída da Cia de Jesus a educação ficou durante quase um século estagnada, só então no Império foram fundadas as primeiras escolas de formação de professores.

Em 1934, Anísio Teixeira fundou o primeiro curso de nível superior para professores e fundou o Instituto da Educação, no Rio de Janeiro, então capital do Império.

A maior contribuição brasileira à pedagogia internacional foi a invenção de um sistema de alfabetização de adultos aplicado no Rio Grande do Norte, em Sergipe e em Pernambuco, por Paulo Freire em 1950.

Fonte: www.brasilprofissoes.com.br

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

III CONNEAD











III Congresso Norte e Nordeste de Educação à Distância.




Promovido pela Central de Ensino e Aprendizado de Alagoas (http://www.ceapcursos.com.br/) e UNOPAR - Universidade Norte do Paraná.




EU ESTAVA LÁ... Três dias de palestras e muito conhecimento na área de Ensino á Distância.




Participação Especial de Derico (Orquestra de Jô Soares).




quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

QUEM SOU EU?


QUEM SOU EU

Não venha me falar de razão, não me cobre lógica.
Não me peça coerência, eu sou pura emoção,
Tenho razões e motivações próprias, movimento-me por paixão,
Essa é minha religião e minha ciência.
Não meça meus sentimentos, Nem tente compará-los a nada, deles sei eu,...
Eu e meus fantasmas, eu e meus medos, eu e minha alma.
Sua incerteza me fere, mas não me mata.
Suas dúvidas me açoitam, mas não deixam cicatrizes.
Não me fale de nuvens, eu sou Sol e Lua, não conte as poças, eu sou mar, profundo, intenso, passional.
Não exija prazos e datas, eu sou eternidade e atemporal.
Não imponha condições, eu sou absolutamente incondicional.
Não espere explicações, não as tenho, apenas aconteço, sem hora, local ou ordem.
Vivo em cada molécula, sou um todo e às vezes sou nada, você não me vê, mas me sente, estou tanto na sua solidão, quanto no seu sorriso.
Vive-se por mim, morre-se por mim, sobrevive-se sem mim, eu sou começo e fim, e todo o meio.
Sou seu objetivo, sua razão que a razão ignora e desconhece, tenho milhões de definições, todas certas, todas imperfeitas, todas lógicas apenas em motivações pessoais, todas corretas, todas erradas, sou tudo, sem mim, tudo é nada.
Sou amanhecer, sou Fênix, renasço das cinzas, sei quando tenho que morrer, sei que sempre irei renascer, mudo protagonista, nunca a história.
Mudo de cenário, mas não de roteiro.
Sou música, ecôo, reverbero, sacudo.
Sou fogo, queimo, destruo, incinero.
Sou vento, arrasto balanço, carrego.
Sou tempo, sem medidas, sem marcações sou furacão, destruo devasto, arraso.
Sou água, afogo, inundo e invado.
Sou clima, proporcional a minha fase mas sou tijolo, construo, recomeço ...
Sou cada estação, no seu apogeu e glória.
Sou seu problema, e sua solução, sou seu veneno, e seu antídoto, sou sua memória e seu esquecimento.
Eu sou seu reino, seu altar e seu trono.
Sou sua prisão, sou seu abandono e sou sua liberdade.
Sua luz, sua escuridão e seu desejo de ambas, velo seu sono ...
Poderia continuar me descrevendo, mas já te dei uma idéia de quem sou...
Muito prazer, tenho vários nomes, mas aqui, na sua terra,
Chamam-me de... AMOR!!!
Texto: A/D (Não identificou o nome)

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Como elaborar um projeto pedagógico

Como elaborar um Projeto Pedagógico

1. Como fazer um projeto? Tema do Projeto – a questão apresentada pelo educador, pode não ser um problema para o aluno, por isso podemos permitir que os alunos definam os temas, que formulem problemas e coloquem o pensamento em funcionamento pela necessidade de entendê-lo melhor e alcançar soluções.
• Trabalho em grupo – é enriquecedor, pois cada um poderá contribuir de maneira criativa para realização de um trabalho coletivo (uma rede), de acordo com seu interesse, trocando idéias, discussões, ou melhor um processo de construção de cooperação.
2. Como fazer um projeto? Tema do Projeto definido por: alunos professores comunidade. Explorar uma questão; Definir os problemas; Soluções.
3. Como fazer um projeto? trabalhar em grupos enriquece o trabalho; Contribuição criativa; Troca de idéias e discussões.
4. Projeto: Nome/Título
• Justificativa (por que?)
• Objetivos (necessidades a alcançar)
• Atividades (o que fazer?)
• Estratégias (como fazer?)
• Acompanhamento (direcionamento)
• Avaliação (estímulo).
5. Como fazer um projeto? Acompanhamento do Projeto
• Avaliação do processo de desenvolvimento do aluno durante a realização do projeto.
• Perguntar.
• Contra-argumentar
• Orientar sem fornecer soluções.
6. Uso de mídias e tecnologia
•internet, jornais, rádio, tv, máquina fotográfica, filmadora etc.
•Pastas e sub-pastas; grupos; apresentação; outras ferramentas(power point,word, paint, porta USB, etc.)
7. Outras atividades paralelas:
• Show de talentos
• Exposição de desenhos
•Exposição de fotos
•Desfile de modas
•Painel de poesia
•Jogral
•Leitura de textos (Art. da Constituição Federal, Passagens históricas, etc.)
•Teatro.
DICAS:
- Estar sempre interagindo com os alunos;
- Dinamizar ao máximo as atividades;
- Avaliar cada tarefa, sem deixar que as atividades se acumulem muito;
- Incentivar a participação dos professores e dos alunos em todas as fases do projeto;
- Ler sempre sobre o assunto;
- Explicar detalhadamente cada atividade;
- Se colocar sempre a disposição para eventuais dúvidas;
- Acompanhar sistematicamente o desenvolvimento do projeto.

Verbos adequados à formulação de objetivos

IDENTIFICAÇÃO DESCRIÇÃO COMPARAÇÃO
Identificar Descrever Comparar
Reconhecer Caracterizar Diferenciar
Denominar Expor Contrastar
Apontar Narrar Relacionar
Indicar Traçar Confrontar
Designar Contar Igualar
Intitular Listar Discernir
Mostrar Relatar Separar
Rotular Imitar Nivelar
Assinalar Apresentar Discriminar
Mencionar Enumerar Ligar
Evocar Excluir/incluir
Determinar Traçar paralelo
Refletir/citar
CLASSIFICAÇÃO CONCLUSÃO APLICAÇÃO
Classificar Concluir Aplicar
Escolher Deduzir Empregar
Ordenar Decidir Utilizar
Numerar Justificar Construir
Separar Resumir Praticar
Selecionar Criticar/julgar Efetuar
Distinguir Analisar Executar
Agrupar/reagrupar Apreciar Efetivar
Categorizar Examinar Criar
Colecionar Conceituar Elaborar
Dividir Definir Confeccionar
Subdividir Generalizar Explicar
Qualificar Inventar

SAUDADE


Saudade é uma solidão acompanhada, é quando o amor ainda não foi embora, mas você já.

Saudade é amar um passado que ainda não passou, é recusar um presente que parece nos machucar,

é não ver o futuro que nos convida.

Saudade é sentir que existe o que não existe mais.

Saudade é a lembrança dos que perderam, é a dor dos que ficaram, só uma pessoa no mundo deseja não sentir saudade:

aquele que nunca amou.

E esse é o maior dos sofrimentos: não ter por quem sentir saudades, é como passar pela vida e não viver.

o maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.

Pablo Neruda.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

FELIZ NATAL

Neste Natal

Neste Natal, Senhor, não quero te buscar no espaço, distante, além do céu azul.

Quero parar na tua PRESENÇA, aqui e agora, como pedinte, solicitando de meu Senhor um presente para mim e a humanidade.

Neste Natal, SENHOR, transforma: nossas angústias em alegria, nossas solidões em plenitude, nossas perdas em esperança, nossas dependências em maturidade, nossas ansiedades em quietude, nossas rejeições em bençãos, nossas fugas em retornos, nossos ressentimentos em perdão, nossas dúvidas em certezas, nossos sonhos em projetos, nossas mortes em ressurreição.

FELIZ NATAL!!!

SER PEDAGOGO

Ser Pedagogo...


Ser Pedagogo não é apenas ser Professora, Mestre, Tia, Coordenadora, Supervisora, Orientadora, Dona de escola.
É mais do que isso,
É ser Responsável.
Ser Pedagogo é ter coragem de enfrentar uma sociedade deturpada, equivocada sem valores morais nem princípios.
Ser Pedagogo é ser valente, pois sabemos das dificuldades que temos em nossa profissão em nosso dia a dia.
Ser Pedagogo é saber conhecer seu caminho, sua meta, e saber atingir seus objetivos.
Ser Pedagogo é saber lidar com o diferente, sem preconceitos, sem distinção de cor, raça, sexo ou religião.
Ser Pedagogo é ter uma responsabilidade muito grande nas mãos.

Talvez até mesmo o futuro...
Nas mãos de um Pedagogo concentra- se o futuro de muitos médicos, dentistas, farmacêuticos, engenheiros, advogados, jornalistas, publicitários ou qualquer outra profissão...
Ser Pedagogo é ser responsável pela vida, pelo caminho de cada um destes profissionais que hoje na faculdade e na sociedade nem se quer lembram que um dia passaram pelas mãos de um Pedagogo.
Ser Pedagogo é ser mais que profissional, é ser alguém que acredita na sociedade, no mundo, na vida.
Ser Pedagogo não é fácil, requer dedicação, confiança e perseverança.
Hoje em dia ser Pedagogo em uma sociedade tão competitiva e consumista
não torna-se uma profissão muito atraente, e realmente não é.
Pois os valores, as crenças, os princípios, os desejos estão aquém do intelecto humano.
Hoje a sociedade globalizada está muito voltada para a vida materialista.
As pessoas perderam- se no caminho da dignidade e optaram pelo atalho da competitividade, é triste pensar assim, muito triste pois este é o mundo dos nossos filhos crianças que irão crescer e tornar- se adultos.

Adultos em um mundo muito poluído de idéias e sentimentos sem razão.
Adultos que não sabem o que realmente são Alienados, com interesses voltados apenas pelo Ter e não pelo Ser.
Ser Pedagogo é ter a missão de mudar não uma Educação retorcida, mas ser capaz de transformar a sociedade que ainda está por vir.
Pode ser ideologia pensar assim, mas como Pedagogos temos a capacidade de plantar hoje nesta sociedade tão carente de valores, sementes que um dia irão florescer.
E quem sabe essa mesma sociedade que hoje é tão infértil possa colher os frutos que só a Pedagogia pode dar.






Ser pedagogo por Vanessa B. de Carvalho